Boletim Secretaria estadual de Saúde – novo coronavírus

whatsapp-image-2021-12-07-at-18-14-07-1

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (14/01), 1.500 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 16 (1%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.484 (99%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 654.170 casos confirmados da doença, sendo 55.529 graves e 598.641 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Leia o boletim completo da SES-PE: 14.01.22_BOLETIM_COVID-19_COMUNICAÇÃO_SES-PE

Também foram confirmados laboratorialmente cinco óbitos (2 masculinos e 3 femininos), ocorridos entre os dias 31/01/2021 e 12/01/2022. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Água Preta (1), Araripina (2) e Recife (2). Com isso, o Estado totaliza 20.536 mortes pela Covid-19.

Os pacientes tinham entre 52 e 97 anos. As faixas etárias são: 50 a 59 (1), 70 a 79 (3) e 80 e mais (1). Todos tinham doenças preexistentes: doença cardiovascular (3), hipertensão (3), obesidade (1), histórico de tabagismo (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade.

VACINAÇÃO EM CRIANÇAS

Próximo a completar um ano do início da campanha de vacinação contra a Covid-19, Pernambuco recebeu, na manhã desta sexta-feira (14/01), a primeira remessa dos imunobiológicos destinados para crianças de 5 a 11 anos. As 60 mil doses da Pfizer/Comirnaty chegaram ao Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre às 10h50 e seguiram para sede do Programa Estadual de Imunizações (PNI-PE) para conferência e posterior encaminhamento aos municípios. A vacina da Pfizer é a única, até o momento, autorizada pela Anvisa para aplicação nessa faixa etária.

Maria Antônia Oliveira, de 11 anos, foi a primeira criança pernambucana na faixa etária de 5 a 11 anos vacinada contra a Covid-19 no Estado. Diagnosticada com síndrome de Down, Maria recebeu a primeira dose do imunizante da Pfizer/Comirnaty no início da tarde desta sexta-feira (14/01) em vacinação simbólica realizada pela Prefeitura do Recife e Governo de Pernambuco na Associação Afeto, Zona Norte da capital pernambucana. A primeira remessa dos imuniobiológicos, com 60 mil doses, destinada à faixa etária chegou no Recife no final da manhã de hoje.

Outras cinco crianças com síndrome de Down e uma com autismo assistidas no serviço também receberam a primeira dose da vacina, aplicada pela superintendente de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Ana Catarina de Melo, durante o ato simbólico. A pequena Bela Carvalho, de 7 anos, foi outra das crianças vacinadas hoje. Animada, Bela, que tem síndrome de Down, afirmou estar emocionada com o momento. Sentimento compartilhado com a mãe, a empresária Juliana Carvalho, de 36 anos. “Acompanhamos nossos filhos nestes anos de pandemia, sem escola, privados de ver os amigos. Chegar nesse momento é uma realização depois de tudo o que a gente passou”, pontuou.

“Hoje é um dia muito importante na campanha de vacinação contra a Covid-19 em Pernambuco. Neste primeiro momento, recebemos essas 60 mil doses. Há uma expectativa de que as remessas aumentem nas próximas semanas. Tão logo a gente vacine essas crianças com comorbidades, devemos começar a vacinar por faixa etária, começando pelas crianças de maior idade até as crianças de menor idade”, explicou o secretário estadual de Saúde, André Longo, que acompanhou a vacinação das primeiras crianças.

“Se você é pai, mãe ou responsável por uma criança, aja com responsabilidade. Temos que levar todas para se vacinarem. Lembrando que toda criança que se vacinar no Recife ganhará um livro, como um estímulo à leitura. Vacina no braço e livro na mão são os elementos mais poderosos para vencermos a pandemia”, acrescentou o prefeito do Recife, João Campos, durante o ato.

LOGÍSTICA

Toda a logística já estava montada para o envio das 60 mil doses enviadas pelo Ministério da Saúde (MS) para todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres). A distribuição iniciou já nesta sexta (14) e será finalizada neste sábado (15).

As Gerências Regionais de Saúde ficam responsáveis por disponibilizar os imunobiológicos para aos gestores municipais, que possuem autonomia na criação de estratégias para promover o acesso a sua população. Das 60 mil doses enviadas a Pernambuco, 5.960 serão destinadas para 100% dos indígenas com esta faixa etária e 53.980 doses serão para 4,28% da população de crianças de 5 a 11 anos, dentro do grupo prioritário.

“No caso da imunização do público infantil, a orientação é que sejam criadas alternativas distintas dos adultos, pois embora o imunizante seja do mesmo fabricante, sua apresentação, dosagem e composição são diferentes do imunizante utilizado para maiores de 12 anos. Além da formulação pediátrica ser diferente dos adultos, o intervalo de duas doses para completar o esquema vacinal será de dois meses. Neste período de preparação, orientamos os gestores municipais e as equipes de imunização a ficarem atentos a essas especificidades para evitar erros de administração”, explica a superintendente estadual de Imunizações, Ana Catarina de Melo.

O envio de novas doses será feito pelo Ministério da Saúde de forma gradativa. A vacina contra a Covid-19 estará disponível para as crianças de cinco a 11 anos nos postos e pontos de vacinação organizados no Sistema Único de Saúde (SUS), desde que acompanhadas pelo pai, pela mãe ou responsáveis. No ato da imunização, será exigida a apresentação de um documento de identificação oficial da criança para fins de registro do imunizante. A estimativa é de que o público entre cinco e 11 anos seja de 1,1 milhão em Pernambuco.

ÔMICRON

Um novo relatório de circulação de linhagens de SARS-CoV-2 elaborado pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM/FIOCRUZ-PE) e divulgado, nesta sexta-feira (14/01), pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) já aponta a prevalência da variante Ômicron no território pernambucano.

Dos 183 genomas analisados, 124 (68%) foram identificados como linhagem Ômicron e 59 amostras (32%) foram identificados como linhagem Delta. As amostras analisadas foram coletadas entre os dias 26/11/2021 e 04/01/2022. Os casos de Ômicron foram registrados a partir da coleta de pacientes provenientes de cinco cidades: Recife (59), Ipojuca (1), Caruaru (1), Salgueiro (2), além da Ilha de Fernando de Noronha (61).

Já as amostras analisadas identificadas com a variante Delta são de pacientes provenientes das cidades do Recife (31), Belém do São Francisco (3), Olinda (1), Salgueiro (3), Mirandiba (1), Jaboatão dos Guararapes (1), Serra Talhada (4), Caruaru (3), Goiana (1), Cabo de Santo Agostinho (4), João Alfredo (1), Serrita (1), Timbaúba (1), Feira Nova (1), Araripina (1), Frei Miguelinho (1), Santa Cruz do Capibaribe (1).

“A predominância da variante Ômicron nos traz uma preocupação adicional já que sua velocidade de transmissão é muito superior às outras variantes. Isso só reforça a importância da vacinação. A doença nos não vacinadas tem um impacto muito maior, podendo significar hospitalização e morte. Além disso, a ômicron ainda traz um risco adicional para as atividades econômicas e sociais. Então, é preciso que todos tenham a consciência que a Covid-19 ainda é uma ameaça e que as vacinas são nossa principal aliada para a proteção das vidas dos pernambucanos. Contra a ômicron, não estar em dia com todas as doses é o mesmo de estar desprotegido. Também é fundamental o respeito aos protocolos e o reforço nos cuidados para minimizar a aceleração viral e evitar ainda mais pressão sobre a rede de saúde. Se proteger, usando máscara corretamente, lavando as mãos com frequência, evitando aglomerações, e também se vacinando é uma questão de proteção e respeito à vida”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

BALANÇO DA VACINAÇÃO

Pernambuco já aplicou 15.214.850 doses de vacinas contra a Covid- 19 na sua população, desde o início da campanha de imunização no Estado (no dia 18 de janeiro de 2021).

Com relação às primeiras doses, foram 7.314.120 aplicações (cobertura de 95,08%). Do total, 6.396.039 pernambucanos (83,15%) já completaram seus esquemas vacinais, sendo 6.222.938 pessoas que foram vacinadas com imunizantes aplicados em duas doses e outros 173.101 pernambucanos que foram contemplados com vacina aplicada em dose única. Em relação às doses de reforços (terceira dose), já foram aplicadas 1.504.691 (cobertura de 22,78%).

Outras informações detalhadas sobre a população vacinada contra a Covid-19 estão disponíveis no Painel de Acompanhamento Vacinal, que pode ser acessado pelo https://bit.ly/3xteooh. No ambiente on-line, há as coberturas por grupo e por municípios, doses aplicadas x distribuídas por cidade, perfil dos vacinados (sexo, raça/cor). Há, ainda, as bases de dados para download.

VACINAÇÃO E TESTAGEM

Ações itinerantes da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) estarão disponíveis para população em geral, funcionários e expositores da Feira de Artesanato do Classic Hall – Fenahall 2022. Desta sexta-feira (14/01) a 23 de janeiro, esses públicos poderão receber vacinas contra a Covid-19 e também realizar o teste rápido de antígeno para detecção da doença.

A vacinação ocorrerá em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Olinda e a testagem contra a Covid-19 será realizada pelas equipes do TestaPE – programa criado pelo Governo do Estado para promover a testagem em massa da população em ambientes com grande fluxo de pessoas. Ambas ações podem ser feitas sem agendamento prévio nos dias da Feira de Artesanato, das 13h às 18h, incluindo os finais de semana.

Trabalhadores do evento, expositores e público em geral, acima de 12 anos, poderão tomar a 1ª dose, a 2ª dose ou a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Os atendimentos da van itinerante do TestaPE realizarão a testagem por meio do teste rápido de antígeno, que consiste na coleta de material biológico da nasofaringe do paciente, com swab nasal. O resultado é liberado em aproximadamente 30 minutos.

O acesso a Fenahall só será permitido mediante a apresentação de comprovação do esquema vacinal completo para Covid-19, juntamente com o documento de identificação com foto. De acordo com o decreto estadual, que determina novos protocolos sanitários, e entra em vigor nesta sexta-feira (14/01) até o dia 31/01, entende-se como esquema vacinal completo a comprovação da imunização com duas doses para pessoas com até 54 anos de idade, e com dose de reforço para aquelas com idade igual ou superior a 55 anos.

Janeiro de Grandes Espetáculos – As ações do programa TestaPE estarão presentes no Janeiro de Grandes Espetáculos. Para reforçar a vigilância do novo coronavírus, além de rastrear e isolar casos ativos da doença, uma equipe do programa estará realizando a testagem nos trabalhadores do Festival.

Dessa forma, artistas, equipes de produção e técnicos poderão realizar o teste sempre no Cine Teatro Apolo, no bairro do Recife, das 8h às 12h. A equipe estará no local desta sexta (14/01) ao dia 31/01, inclusive nos finais de semana. A expectativa é que mais de 800 pessoas realizem a testagem.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Copyright © Governo do Estado de Pernambuco. Todos os direitos reservados – 2020

Para cancelar o recebimento dos boletins de WhatsApp do Governo de Pernambuco, informe seu telefone (com DDD).

Skip to content