Boletim Secretaria de Saúde do Estado – n° de casos

WhatsApp Image 2021-05-05 at 18.10.45

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (05/05), 2.143 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 141 (6,5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.002 (93,5%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 414.929 casos confirmados da doença, sendo 40.983 graves e 373.946 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Leia o boletim completo da SES-PE: 05.05 – BOLETIM COVID-19_COMUNICAÇÃO SES_PE

Além disso, o boletim registra um total de 352.555 pacientes recuperados da doença. Destes, 23.959 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 328.596 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 54 novos óbitos (35 masculinos e 19 femininos), ocorridos entre os dias 08/11/2020 e 04/05/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Agrestina (1), Altinho (1), Araripina (2), Arcoverde (1), Bezerros (1), Bodocó (1), Buíque (2), Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (3), Carpina (2), Caruaru (1), Chã de Alegria (1), Garanhuns (1), Gravatá (1), Igarassu (1), Ipojuca (1), Ipubi (2), Itaquitinga (1), Jaboatão dos Guararapes (2), Olinda (3), Ouricuri (1), Parnamirim (1), Paulista (3), Petrolina (2), Recife (13), Santa Cruz (1), Santa Filomena (1), Sertânia (2) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 14.333 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 32 e 93 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (2), 40 a 49 (4), 50 a 59 (14), 60 a 69 (12), 70 a 79 (15), 80 ou mais (7). Do total, 40 tinham doenças preexistentes: doença cardiovascular (24), diabetes (15), hipertensão (9), obesidade (5), câncer (5), tabagismo/histórico de tabagismo (4), doença renal (3), histórico de AVC (3), doença respiratória (2), doença de Alzheimer (1), histórico de etilismo (1), imunossupressão (1) e doença neurológica (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais seguem em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 28.716 casos foram confirmados e 49.873 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais. O boletim de hoje também traz, em sua parte final, o detalhamento da testagem destes profissionais.

EXAMES DE RT-PCR

O Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (LacenPE) atingiu a marca de mais de 500 mil exames de biologia molecular (RT-PCR) para detecção da Covid-19 processados no órgão desde o início da pandemia. O teste é considerado padrão ouro para confirmar ou descartar um caso do novo coronavírus, por identificar o agente da doença na fase aguda, ou seja, quando há maior risco de transmissão.

O total de exames processados no Lacen-PE (500.066) representa 60% de todos os RTPCRs realizados em Pernambuco (829.797). O órgão estadual ainda fica responsável por encaminhar amostras para serem analisados em laboratórios parceiros ou conveniados. Com isso, sobe para 75% (628.863) os testes processados no Sistema Único de Saúde (SUS). Os demais ficaram a cargo da rede privada (200.934).

“Desde o início da pandemia, focamos na qualificação e modernização do Lacen-PE para que pudéssemos ampliar a capacidade de testagem e, consequentemente, ofertar o exame a todos os pernambucanos que necessitassem. Atingimos esse objetivo ainda no segundo semestre de 2020, possibilitando que todas as pessoas com sintoma sugestivo da doença, seja um caso leve ou grave, além dos contatos com casos confirmados, pudessem ser testados. Esse é um fator determinante para avaliarmos a situação epidemiológica do Estado e, a partir desses dados, implementar as políticas públicas necessárias para conter o vírus e salvar mais vidas”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Em agosto de 2020, o Laboratório Central ganhou um novo parque tecnológico, com equipamentos de última geração que automatizaram processos e possibilitaram ampliar a produção diária em até quatro vezes. Para isso, foram investidos, por meio da Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe), R$ 6 milhões nos equipamentos, além da compra de testes RT-PCR. O Lacen ainda ganhou reforço na mão de obra, com a nomeação de 68 profissionais aprovados em concurso público e 309 em seleções simplificadas, totalizando 377 pessoas.

“É importante que, ao surgirem sintomas sugestivos da Covid-19, o paciente procure fazer a testagem e se mantenha isolado, além de procurar um serviço de saúde sempre que preciso. Nós também temos a ferramenta Atende em Casa, que presta teleorientação e também faz a marcação do exame para 148 municípios, além dos centros de testagem sob gestão estadual”, frisa o secretário André Longo. O Atende em Casa pode ser acessado por aplicativo disponível para sistema Android ou pelo www.atendeemcasa.pe.gov.br. As listas com os municípios que aderiram à ferramenta e dos centros de testagem estaduais podem ser acessadas no https://cutt.ly/FbQnm3Q.

Já o resultado do exame pode ser acessado no meuexame.saude.pe.gov.br. Para verificar o andamento da amostra, o usuário precisará preencher, obrigatoriamente, alguns dados pessoais (nome completo, número de CPF e data de nascimento), a data da coleta e o número da requisição do exame, usado para cadastramento do serviço no Sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL) – a informação é repassada pela equipe que faz a testagem.

BALANÇO DA VACINAÇÃO

Pernambuco já aplicou 2.134.313 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 1.424.532 foram primeiras doses. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 241.397 trabalhadores de saúde; 25.073 povos indígenas aldeados; 37.103
em comunidades quilombolas; 6.192 idosos em Instituições de Longa Permanência; 518.542 idosos de 60 a 69 anos; 389.589 idosos de 70 a 79 anos; 102.508 idosos de 80 a 84 anos; 88.785 idosos a partir de 85 anos; 994 pessoas com deficiência institucionalizadas; 6.142 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; 7.993 pessoas com comorbidades; 49 pessoas com deficiência permanente; além de 165 gestantes e puérperas.

Em relação à segunda dose, já foram beneficiados 201.029 trabalhadores de saúde; 24.716 povos indígenas aldeados; 47 em comunidades quilombolas; 4.744 idosos institucionalizados; 134.589 idosos de 60 a 69 anos; 263.074 idosos de 70 a 79 anos; 42.650 idosos de 80 a 84 anos; 38.155 idosos a partir de 85 anos, além de 777 pessoas com deficiência institucionalizadas; totalizando 709.781 pessoas que já finalizaram o esquema.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Copyright © Governo do Estado de Pernambuco. Todos os direitos reservados – 2020

Para cancelar o recebimento dos boletins de WhatsApp do Governo de Pernambuco, informe seu telefone (com DDD).

Skip to content