Boletim Secretaria de Saúde do Estado – n° de casos

WhatsApp Image 2021-01-21 at 19.28.08

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quinta-feira (21/01), 1.985 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 55 (3%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.930 (97%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 246.799 casos confirmados da doença, sendo 30.492 graves e 216.307 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Leia o boletim completo da SES-PE: 21.01 – BOLETIM COVID-19_COMUNICAÇÃO SES_PE

Além disso, o boletim registra um total de 211.038 pacientes recuperados da doença. Destes, 18.876 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 192.162 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 35 novos óbitos (16 masculinos e 19 femininos), registrados entre os dias 29/10/2020 e 20/01/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Araripina (1), Arcoverde (1), Brejo da Madre de Deus (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Carpina (1), Caruaru (2), Exu (1), Garanhuns (1), Ibirajuba (1), Igarassu (2), Jaboatão dos Guararapes (4), Ouricuri (1), Petrolina (1), Recife (10), Salgueiro (2), São João (1), São José do Belmonte (1), Trindade (1), Vitória de Santo Antão (2). Com isso, o Estado totaliza 10.133 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 46 e 93 anos. As faixas etárias são: 40 a 49 (2), 50 a 59 (1), 60 a 69 (6), 70 a 79 (14) e 80 ou mais (12). Do total, 27 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (22), diabetes (17), hipertensão (6), obesidade (3), doença renal (3), doença respiratória (2), doença hepática (2) e câncer/histórico de câncer (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 25.012 casos foram confirmados e 44.821 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

CARUARU

O secretário estadual de Saúde, André Longo, deu o pontapé inicial à vacinação contra a Covid-19 nas unidades hospitalares do interior pernambucano. Na manhã desta quinta-feira (21/01), o gestor esteve nos hospitais Mestre Vitalino (HMV) e Regional do Agreste (HRA), em Caruaru, no Agreste, para acompanhar o início da ação, que está beneficiando os trabalhadores de saúde das UTIs que atendem os pacientes suspeitos e confirmados para o novo coronavírus. Diversos outros serviços de todas as regiões do Estado também já começaram a proteger seus servidores.

Em Caruaru, a primeira parada foi no Hospital Mestre Vitalino, a segunda maior unidade pública de assistência à Covid-19 em Pernambuco e a principal referência do interior. Ao todo, o HMV possui 172 leitos para atendimento dos pacientes suspeitos e confirmados da doença, sendo 80 de UTI e 92 de enfermaria. “Isso tudo feito sem parar as outras atividades do hospital”, ratificou o secretário André Longo.

“Essa campanha de vacinação, iniciando, neste momento, pelos trabalhadores da saúde, tem um dificultador especial na sua execução, que é a escassez de doses. Nós temos que utilizar critérios que nunca utilizamos antes. Nós sempre vacinamos todos os trabalhadores das unidades hospitalares. Infelizmente, a escassez de vacinas têm nos imposto essa situação, de ter que fazer prioridades dentro das prioridades. Mas a gente está hoje aqui contando com a compreensão de todos os trabalhadores do hospital para iniciar esse processo de vacinação pelas áreas de maior risco de exposição à Covid-19, e sem discriminar nenhum trabalhador da saúde que atua nesses espaços. A gente quer que todos os trabalhadores que atuam em áreas Covid sejam priorizados. Depois, nós vamos passar para outras áreas, a medida que a gente tenha a disponibilidade das vacinas”, ratificou o secretário.

No HMV, a escolhida para ser a primeira vacinada foi a técnica de enfermagem Cleonice Epifânia, de 53 anos. Ela trabalha no hospital prestando assistência aos pacientes acometidos pelo novo coronavírus que precisam de hemodiálise. “Estou no Mestre Vitalino há apenas 8 meses. Então, representar o Mestre Vitalino e os técnicos de enfermagem é muito gratificante. Trazendo essa vacina, é vida nova, é tudo de bom na vida de todo mundo”, disse. A profissional ainda informou que, recentemente, concluiu o curso de enfermagem, para continuar ajudando na área da saúde. “Estou imunizada para continuar esse trabalho, feliz, no Mestre Vitalino”, reforçou. Ao todo, apenas hoje, foram distribuídas mais de 350 doses para início da ação.

Já no Hospital Regional do Agreste, a imunização começou por Maria Francisca Amaro, 47, serviços gerais do local há quatro anos. Moradora de Cumaru, ela disse que tomar a vacina traria “mais saúde e vou estar mais confiante para fazer o meu trabalho”. No HRA, que tem 18 leitos de UTI e 10 de enfermaria, foram disponibilizadas, neste primeiro momento, 204 doses do imunizante contra a Covid-19.

Além dessas unidades, outros serviços do interior, como os hospitais Regionais de Limoeiro, Serra Talhada, Salgueiro e Afogados da Ingazeira, já estão vacinando os seus trabalhadores.

CASOS NO INTERIOR

Durante a visita ao Agreste, o secretário André Longo comunicou à imprensa que está acompanhando diariamente, juntamente com o Comitê de Enfrentamento, o número de casos da Covid-19 na região. Ele ratificou que ainda não é momento de relaxar nos protocolos setoriais e de segurança e pediu apoio da população e de profissionais que atuam em feiras e no comércio em geral, além das atividades recreativas.

“É preciso reforçar o cuidado com esses espaços. Nós avaliamos que, se não houver uma melhora do funcionamento desses espaços de convivência e comerciais, talvez, sim, seja necessário que a gente faça alguma medida restritiva. Mas isso vai depender muito da evolução dos números, da taxa da ocupação de leitos aqui”, frisou. O secretário ainda complementou dizendo que “é importante a população colaborar, mas os comerciantes agirem para cobrar”.

BALANÇO

Em relação aos trabalhadores de saúde, público prioritário desta 1ª fase da campanha de vacinação contra o novo coronavírus, até as 17h desta quinta-feira (21.01), 2.172 servidores vinculados às unidades sob gestão estadual já haviam sido vacinados. O dado consolidado corresponde às doses aplicadas desde o início da imunização no Estado, na última segunda-feira (18/01).

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Copyright © Governo do Estado de Pernambuco. Todos os direitos reservados – 2020

Para cancelar o recebimento dos boletins de WhatsApp do Governo de Pernambuco, informe seu telefone (com DDD).

Skip to content