Boletim Secretaria de Saúde do Estado – n° de casos

WhatsApp Image 2021-03-05 at 18.57.45

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (05/03), 1.588 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 123 (8%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.465 (92%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 306.320 casos confirmados da doença, sendo 32.845 graves e 273.475 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Confira o boletim completo da SES-PE: 05.03 – BOLETIM COVID-19_COMUNICAÇÃO SES_PE

Além disso, o boletim registra um total de 263.727 pacientes recuperados da doença. Destes, 19.901 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 243.826 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 29 novos óbitos (10 masculinos e 19 femininos), ocorridos entre os dias 09/07/2020 e 04/03/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Agrestina (1), Água Preta (1), Barreiros (1), Goiana (1), Ilha de Itamaracá (1), Limoeiro (1), Macaparana (1), Moreno (1), Palmares (1), Paulista (1), Petrolina (2), Recife (11), Ribeirão (2), São Lourenço da Mata (2), Serra Talhada (1) e Sirinhaém (1). Com isso, o Estado totaliza 11.119 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 35 e 93 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (1), 40 a 49 (3), 50 a 59 (2), 60 a 69 (8), 70 a 79 (8) e 80 ou mais (7). Do total, 27 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (17), diabetes (14), hipertensão (11), obesidade (6), doença respiratória (3), doença hematológica (3), doença renal (3), imunodepressão (2), tabagismo/histórico de tabagismo (1), câncer (1), doença hepática (1), AVC/histórico de AVC (1) e doença de Alzheimer (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais seguem em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 26.766 casos foram confirmados e 45.973 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

TERAPIA INTENSIVA

Já estão em funcionamento os primeiros 10 leitos de UTI contratualizados a partir do novo processo de chamamento público emergencial da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE). Todas as vagas são no Hospital Memorial Guararapes, no município de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Ainda nesta noite, a unidade colocará em operação mais 10 leitos de terapia intensiva, totalizando 20. Com isso, serão mais 72 novas vagas inauguradas desde o último sábado (27/02).

“O Governo de Pernambuco, por determinação do governador Paulo Câmara, que lidera o nosso Comitê de Enfrentamento, continua atuando para enfrentar essa que é a mais grave emergência em saúde pública nos últimos 100 anos. Já colocamos em funcionamento 72 leitos desde o último sábado e teremos novas inaugurações nas próximas semanas, que juntam-se a tantos outros leitos abertos ao longo da pandemia. Mas precisamos do apoio de todos para frear essa aceleração de casos e das internações, pois podemos chegar em um momento no qual o volume de pacientes graves seja maior do que a capacidade de oferta de vagas”, frisa o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Para incentivar a oferta dessas novas vagas, o Estado tem garantido o custeio por meio do tesouro estadual. Para se ter uma ideia, até o final de fevereiro, apenas 238 UTIs contavam com recursos do Governo Federal, uma diária de R$ 1,6 mil para cada leito em uso. Ou seja, os demais estão sendo financiados pelo Governo de Pernambuco. Além disso, para a assistência da Covid19, atualmente, o Estado está repassado R$ 2,4 mil para terapia intensiva, portanto, mesmo com montante do Ministério da Saúde, é preciso complementação estadual de R$ 800. Não há contrapartida federal para as vagas de enfermaria.

“Não temos medidos esforços, inclusive financeiros, para dotar nossa rede de equipamentos, insumos e recursos humanos para a assistência da Covid-19. Estamos mobilizados para prestar o devido atendimento a quem precisa, mas todo esse trabalho árduo precisa da consciência dos pernambucanos para que possamos evitar ainda mais casos graves e, principalmente, mortes pela Covid-19”, ratifica Longo.

BALANÇO DA VACINAÇÃO

Pernambuco já aplicou 481.055 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 353.440 foram primeiras doses. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 164.090 trabalhadores de saúde; 24.039 povos indígenas aldeados; 5.587 idosos em Instituições de Longa Permanência; 22.482 idosos de 75 a 79 anos; 55.837 idosos de 80 a 84 anos; 80.553 idosos a partir de 85 anos; além de 852 pessoas com deficiência institucionalizadas.

Em relação à segunda dose, já foram beneficiados 100.056 trabalhadores de saúde; 22.490 povos indígenas aldeados; 4.116 idosos institucionalizados; 381 idosos de 80 a 84 anos; 35 idosos a partir de 85 anos e 537 pessoas com deficiência institucionalizadas; totalizando 127.615 pessoas que já finalizaram o esquema.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Copyright © Governo do Estado de Pernambuco. Todos os direitos reservados – 2020

Para cancelar o recebimento dos boletins de WhatsApp do Governo de Pernambuco, informe seu telefone (com DDD).