Boletim Secretaria de Saúde do Estado – n° de casos

WhatsApp Image 2021-01-18 at 20.35.55

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta segunda-feira (18/01), 322 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 33 (10%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 289 (90%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 241.409 casos confirmados da doença, sendo 30.343 graves e 211.066 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Leia o boletim completo da SES-PE: 18.01 – BOLETIM COVID-19_COMUNICAÇÃO SES_PE

Além disso, o boletim registra um total de 205.930 pacientes recuperados da doença. Destes, 18.770 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 187.160 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 11 novos óbitos (5 masculinos e 6 femininos), registrados entre os dias 03/12/2020 e 17/01/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Caruaru (2), Jaboatão dos Guararapes (5), Jatobá (1), Paudalho (1), Recife (7), Serra Talhada (1) e Tacaratu (1). Com isso, o Estado totaliza 10.031 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 54 e 91 anos. As faixas etárias são: 50 a 59 (1), 60 a 69 (4), 70 a 79 (4) e 80 ou mais (2). Do total, 10 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (4), diabetes (3), hipertensão (2), doença renal (1), doença respiratória (2), obesidade (1), tabagismo (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um paciente não tinha comorbidades e os demais estão em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 24.890 casos foram confirmados e 44.715 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

VACINAÇÃO

O secretário estadual de Saúde, André Longo, pactuou com os gestores municipais, durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), na tarde desta segunda-feira (18/01), as populações prioritárias para o primeiro momento da vacinação contra a Covid-19 em Pernambuco. Ao todo, 135 pessoas participaram da reunião, entre secretários municipais, representantes da sociedade civil, de órgãos de controle, do Ministério da Saúde, conselhos de saúde e técnicos das mais diversas áreas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Com o envio de 270 mil unidades do imunizante da Coronavac/Butantan pelo Ministério da Saúde (MS), já contemplando a primeira e a segunda doses (135 mil para cada etapa), ficou acordado que serão beneficiados, inicialmente, trabalhadores de saúde atuantes em UTIs e enfermarias de atendimento à Covid-19, além dos vacinadores, idosos em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência institucionalizadas e indígenas aldeados. Para marcar o início da vacinação, haverá evento simbólico já nesta noite para imunizar os profissionais do plantão noturno do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife.

As doses da vacina serão encaminhadas de forma equânime a todos os municípios pernambucanos, que irão retirar seus quantitativo nas 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) já a partir da terça (19/01). Com as doses enviadas, serão vacinados 34% dos trabalhadores de saúde pernambucanos (mais de 99 mil) e 100% dos demais públicos: 26,5 mil indígenas, 2,5 mil idosos institucionalizados e 130 pessoas com deficiência institucionalizados. De acordo com orientação do MS, a segunda dose deve ser aplicada em um período entre duas e quatro semanas após a primeira. O Estado ainda tem orientado que, neste momento, a vacinação ocorra nos serviços de saúde, nas instituições e aldeias, ou seja, indo até o público prioritário.

“Neste primeiro momento, de acordo com o quantitativo que vamos receber, nossa prioridade será imunizar os trabalhadores de saúde que estão atendendo pacientes da Covid-19 nas nossas enfermarias e leitos de UTI. Havendo doses, devem ser atendidos os serviços de urgência, atenção primária e agentes comunitários de saúde, respeitando a gradação de acordo com o perfil que cada município tem de sua rede de atenção à Covid-19”, ressaltou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

A superintendente de Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo, informou que, para se vacinar, a população deve estar munida do CPF ou cartão SUS. “É importante que todos os municípios façam a alimentação diária e permanente do sistema de informação para que possamos acompanhar as ações da campanha e público vacinado”, destacou Ana Catarina.

O secretário informou que, além das vacinas, os municípios também irão receber um cartão vacinal produzido pelo Governo de Pernambuco para registro das doses. “No cartão, estarão os dados gerais do paciente, o tipo de vacina que foi aplicada e o lembrete para que seja feita a segunda dose. É importante que, além do controle que vamos ter no sistema de informação, o usuário tenha o cartão para voltar e comprovar que fez a vacina”, frisou Longo.

INSUMOS

A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) lembra que já foram encaminhadas, na última terça-feira (12/01), 1,5 milhão de seringas para todos os municípios pernambucanos iniciarem a campanha e que há mais 2,5 milhões em estoque, além da previsão de receber ainda em janeiro outras 2,8 milhões e da aquisição de mais 7,5 milhões, totalizando 14,2 milhões de unidades.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Copyright © Governo do Estado de Pernambuco. Todos os direitos reservados – 2020

Para cancelar o recebimento dos boletins de WhatsApp do Governo de Pernambuco, informe seu telefone (com DDD).

Skip to content