Boletim Secretaria estadual de Saúde – novo coronavírus

WhatsApp Image 2021-12-07 at 18.14.07
Quinta-feira, 09/12/2021

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quinta-feira (09/12), 385 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, nove (2,3%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 376 (97,6%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 642.881 casos confirmados da doença, sendo 55.095 graves e 587.786 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Também foram confirmados laboratorialmente sete óbitos (3 masculinos e 4 femininos), ocorridos entre os dias 28/05/2021 e 07/12/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Exu (2), Olinda (1), Ouricuri (1), Petrolina (2) e Recife (1). Com isso, o Estado totaliza 20.301 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 63 e 88 anos. As faixas etárias são: 60 a 69 (1), 70 a 79 (2)  e 80 e mais (4). Do total, cinco tinham doenças preexistentes: diabetes (3), doença cardiovascular (2), hipertensão (2), doença respiratória (1), câncer (1) e doença de Parkinson (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Dois seguem em investigação.

JANSSEN – Pernambuco recebeu na manhã da última quarta (08/12), e irá distribuir aos municípios nesta sexta (10/12), 19.450 doses da vacina da Janssen para iniciar a dose de reforço contra a Covid-19 naqueles que fizeram a primeira aplicação com esse imunizante. Contudo, esse quantitativo vai atender apenas 11,2% dos 173.073 pernambucanos imunizados anteriormente com a Janssen. Por isso, quando o insumo acabar, a orientação é dar continuidade ao reforço com dose da Pfizer. A autorização é baseada em recomendação do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação e também leva em consideração a falta de previsão pelo Ministério da Saúde (MS) para envio de mais insumo da Janssen para o Estado. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa desta quinta-feira (09/12).

“Precisamos acelerar o reforço daqueles que tomaram uma dose da Janssen. Com a indisponibilidade do insumo para todos, será possível fazer o reforço com a Pfizer. Alguns pernambucanos já completaram 5 meses da primeira aplicação, sendo indispensável, de acordo com os estudos, aumentar os níveis de anticorpos no organismo, ampliando a proteção contra a Covid-19”, afirma a superintendente de Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo. Frisa-se que o esquema heterólogo também garante a imunização do indivíduo, conforme comprovação de estudos científicos.

Pessoas que foram vacinadas com dose única da Janssen e já tomaram um reforço da Pfizer não precisarão de mais uma dose da Janssen, tendo seu esquema vacinal considerado completo.

IMUNIZAÇÃO – Durante a coletiva, o secretário estadual de Saúde, André Longo, ainda comemorou a marca de 14 milhões de doses de vacinas aplicadas em Pernambuco. “Sem dúvida, é um número muito expressivo. Mas ainda é pouco frente ao risco que corremos de um novo pico da doença. Até fevereiro e março, historicamente nosso período de maior incidência de doenças respiratórias, precisamos alcançar patamares acima de 90% na vacinação completa, bem como percentuais elevados de aplicação da dose de reforço”, ratificou.

Além da segunda dose, o gestor destacou a importância do reforço. “As evidências apontam que ao longo do tempo, o organismo vai perdendo a memória imunológica, o que diminui a proteção da vacina ao passar dos meses. Mas nós precisamos chegar no começo de 2022 com a população pernambucana com níveis altos de anticorpos no organismo”, concluiu. 

COMPROVAÇÃO VACINAL – Longo ainda lembrou que o aeroporto de Fernando de Noronha, cuja fiscalização sanitária fica a cargo da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), vem exigindo a comprovação vacinal para entrada na ilha. O gestor aproveitou para apoiar as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que o Governo Federal mude as exigências para a entrada no país, com a cobrança do comprovante de vacinação para turistas e viajantes.

“Em meio ao surgimento de uma nova variante e muitas incertezas, esta é uma medida fundamental para proteger e garantir maior proteção para a nossa população. e, como sempre ressalto: as vacinas são as nossas principais aliadas na proteção da vida”. 

ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA – Durante a coletiva de imprensa, que contou com jornalistas presencialmente e também foi transmitida pelo YouTube, o secretário estadual de Saúde, André Longo, informou que Pernambuco mantém um cenário de estabilidade nos indicadores da Covid-19. Em relação às ocorrências de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) na semana epidemiológica 48, foi registrado o menor número de notificações das últimas quatro semanas. Ao todo, foram 371 casos, uma queda de 8% em uma semana e de 4% em 15 dias. 

Já a Central de Regulação recebeu 227 pedidos por vagas de UTI, uma leve oscilação de 3% para mais com a semana anterior e uma redução de 10% em 15 dias.

“Como venho falando nas últimas semanas, apesar deste cenário de estabilidade e de vivermos um momento de maior tranquilidade em relação à doença, não podemos ter a falsa sensação de que a pandemia acabou. Ainda temos, neste momento, 452 pacientes internados nos leitos de terapia intensiva voltados para quadros respiratórios nas redes pública e privada. E, pelo risco da introdução de uma nova variante e diante do recrudescimento da doença na Europa, a Covid-19 está provando que ainda é uma grave ameaça. Por isso, precisamos manter os cuidados e, fundamentalmente, avançar ao máximo com a vacinação”, reforçou Longo.

CRIANÇAS – A espera pela autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para vacinação de crianças de 5 a 11 anos com o imunizante da Pfizer também foi abordada durante a coletiva de imprensa da Saúde. A fabricante aguarda retorno sobre a análise do órgão federal para uso da vacina nesse público.

“A vacinação de crianças contra a Covid-19 é uma questão fundamental. Esse processo já está ocorrendo em outros países, o que deixa o Brasil muito atrasado. Precisamos de mais celeridade nos estudos sobre a aplicação dos imunizantes da Pfizer e a Coronavac no público de 5 a 11 anos”, pontuou o secretário André Longo.

A Superintendente de Imunizações de Pernambuco, Ana Catarina de Melo, reforçou que, além das pesquisas, o Ministério da Saúde também precisa avançar nos processos de aquisição dos imunizantes. “A vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos tem posologia, diluição e composição diferentes do imunizante da fabricante utilizado no público a partir dos 12 anos. São vacinas distintas. Então, além da autorização da Anvisa, é necessário focar nos trâmites de aquisição”, ressaltou.

Em situação semelhante está a autorização da Coronavac para esse público. A expectativa é que o Instituto Butantan entre com novo pedido de liberação para vacinação de crianças entre 3 e 17 anos no Brasil com o imunizante em janeiro de 2022. “A Coronavac já é aprovada e utilizada no público infantil em outros países. Os estudos apontam que não há problema em aplicar esse imunizante nas crianças justamente por se uma tecnologia já conhecida, usada em outras vacinas de rotina administradas nesse público”, explicou Ana Catarina de Melo.

BALANÇO DA VACINAÇÃO – Pernambuco já aplicou 14.040.310 doses de vacinas contra a Covid- 19 na sua população, desde o início da campanha de imunização no Estado (no dia 18 de janeiro de 2021).

Com relação às primeiras doses, foram 7.203.800 aplicações (cobertura de 93,65%). Do total, 5.987.439 pernambucanos (77,84%) já completaram seus esquemas vacinais, sendo 5.814.366 pessoas que foram vacinadas com imunizantes aplicados em duas doses e outros 173.073 pernambucanos que foram contemplados com vacina aplicada em dose única. Em relação às doses de reforços (terceira dose), já foram aplicadas 849.071 doses.

Outras informações detalhadas sobre a população vacinada contra a Covid-19 estão disponíveis no Painel de Acompanhamento Vacinal, que pode ser acessado pelo https://bit.ly/3xteooh. No ambiente on-line, há as coberturas por grupo e por municípios, doses aplicadas x distribuídas por cidade, perfil dos vacinados (sexo, raça/cor). Há, ainda, as bases de dados para download.

confira o boletim completo: https://cutt.ly/3YRxaJm

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Copyright © Governo do Estado de Pernambuco. Todos os direitos reservados – 2020

Para cancelar o recebimento dos boletins de WhatsApp do Governo de Pernambuco, informe seu telefone (com DDD).

Skip to content